26
Jan 09
publicado por Paulo Jerónimo, às 00:02link do post

 

Pois foi. Quente, picado e com adrenalina q.b. como se previa esta disputa pelo 1º lugar na tabela de futsal da II  Divisão  Distrital. Resultou  na  primeira  derrota dos 

nossos estoicos atletas, que nunca desistiram, mas a quem estou convicto que  após tal empenho para dar a volta ao resultado, a derrota caiu qual balde de agua fria,  a ponto de que, estou em crer, até a água do banho nos balneários que se comentava e diz faltar o aquecimento, deve ter parecido quentinha ontem. E permitam-me ironizar mais um pouco com com a nossa primeira derrota de futsal.

Encare-se a derrota de forma descontraída, pois  quem "canta seus males espanta" e este jogo já era, venha o próximo. Deixo-vos alguns apontamentos do jogo, complicado de gerir pela equipa de arbitragem (?!) que desconfio, «gestão» não constará certamente no Curriculum Vitae dos senhores, seja como for, também não foi por aí  que perdemos... adiante.

 

 

Início da partida e a  AR Planalto mostra logo ao que vinha, bastante ofensiva, ao ataque dos três pontos que lhes garantiriam o lugar cimeiro da tabela, colados como agora estão no topo da classificação com os mesmos 25 pontos que a AD Portomosense. 

 

O Portomosense no entanto, não estava alí para deixar por créditos alheios a sua liderança isolada na tabela , e apesar da forte investida dos Nazarenos do Planalto, é a ADP que inaugura o Marcador. 1-0, marca Tiago pelo Portomosense. 

 

Vantagem que foi "sol de pouca dura" rapidamente a AR Planalto repôs a igualdade no marcador  (1-1), e por esta altura, rondava mais ou menos o primeiro quarto de hora do jogo, já o ambiente vinha aquecendo, e a tampa facilmente saltava com a fervura. É aqui que puxo do bloco de notas electrónico do telemovel, qual adepto do século XXI, e passo a apontar os acontecimentos ao minuto, para facilitar...

  • 19' - (1-2) a AR Planalto marca, passa a jogar em vantagem no marcador.
  • 22' - (1-3) o Planalto volta a marcar, amplia a vantagem, a ADP via-se em sérias dificuldades - aqui e alí um pouco a nora - e a equipa de arbitragem também...
  • 27' - (2-3) a ADP reduz. Apesar das dificuldades, a nossa equipa vinha acreditando, e foi premiada pelo esforço, com um belo golo de Papin. O jogo continuava em aberto.
  • 28' - (2-4) o Planalto volta a marcar a dois minutos do fim da primeira parte, a ADP acaba por sair para intervalo com 2 golos de desvantagem. 

 

AO INTERVALO:

AD PORTOMOSENSE (2) - (4) AR PLANALTO

 

Segunda parte reatada e bastaram três minutos:

  • 33' - (2-5) golo do Planalto, e vão cinco. Desengane-se quem não viu e agora lê, se pensa que aquilo eram favas contadas para a equipa visitante. A ADP impunha-se, lutava, até chegava com alguma frequência a baliza contraria, mas nada. Já a eficácia do Planalto, pelo contrário, não perdoava, passe o exagero, cada tiro - cada melro.
  • 41' - (3-5) a ADP lá consegue . Tiago põe a bola novamente a beijar as redes do planalto. Golo! Seria o último para nós, os da casa.
  • 42' - Momento cómico do jogo! Ao fim de andar tanto tempo durante a partida aos "papéis", um dos árbitros, com o jogo interrompido por falta do Planalto, levanta e baixa,  atabalhoadamente, duas vezes o braço exibindo a cartolina amarela ao atleta do Planalto, para imediatamente a seguir lhe exibir o vermelho... O homem lá saberá o que significava aquele esbracejar todo.  A AR Planalto passa a jogar com menos um elemento. Já os jogadores, técnicos e assistência olhavam uns para os outros a tentar perceber aquilo. Roda a bola!
  • 46' - (3-6) golo do Planalto. A ARP  continuava a marcar.
  • 49' - Em foco mais uma vez  um dos juízes da partida. Atravessa o campo todo para, de dedo em riste, expulsar o técnico Portomosense João Marques do Banco. Segue o jogo!
  • 53' - José Salgueiro faz troca de guarda-redes, o Portomosense passa a jogar com GR avançado, apostava-se a última cartada. fazer o que? Menos de sete minutos para jogar, e a sorte ainda não tinha querido nada connosco.
  • 56' - (3-7) E como quem vaí a sortes corre riscos, eis o golo típico de GR avançado apanhado em "contra-pé" . A bola sobra para um jogador do planalto, baliza aberta, sétimo e último golo da partida e do Planalto.

E eis a história do jogo.

 

 

AR Planalto e AD Portomosense agora empatados com os tais 25 pontos no topo da tabela. Ganhou a eficácia da equipa do Planalto. Parabéns aos nossos visitantes.

 

À nossa equipa da ADP, de louvar que perante as dificuldades sentidas, nunca  em tempo algum "baixaram os braços", mantiveram sempre a postura e atitude dignas e honrosas perante o seu emblema e objectivos pretendidos, esforçaram-se, e acreditamos, deixaram tudo em campo. Mas o jogo correu mal. Há jogos assim. 

 

Obrigado rapazes!

 

por Paulo César.


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
arquivos
2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds
blogs SAPO