15
Dez 08
publicado por Paulo Jerónimo, às 18:01link do post | comentar

Crónica do UD Caranguejeira x AD Portomosense

 

Portomosense: Sérgio, Dário, Gigas, Pedro Órfão, Morgado, Juliano, René (63' Hugo Almeida), Elton, Bruno Francisco, Jackson (45' Ferraz), Joel (84' Pedrito)

Treinador: Rui Bandeira

Cartões Amarelos:  Bruno Francisco (20'; 76'), Hugo Almeida (91')

Cartões Vermelhos: Bruno Francisco (76')

Caranguejeira: Chibito, João Vasco (82' Xamina), Tarau, Carvalho, Rui Pedro (40' Fábio Mateus), Ricardo Costa, Pedro Carreira, Digo, Gonçalo, João Bruno, Carlão (64' Rui Guerreiro)

Treinador: José Ricardo

Cartões Amarelos: Chibito (2'), Carlão (58'), Fábio Mateus (86')

Marcadores ADP: Bruno Francisco (3' GP); Juliano (55'); Elton (74')

Marcadores UDC: Digo (15'), Pedro Carreira (70')

 Árbitro: Hugo Pires

 

Resultado ao intervalo: 1-1 | Resultado final: 2-3

 

*************************

 
Num domingo com muito frio e muita chuva, a UD Caranguejeira recebeu o líder da Divisão de Honra num jogo renhido e bem disputado de parte a parte, apesar das condições climatéricas. Dada a qualidade de ambos os plantéis,   já seria de esperar que ambas as 

equipas saíssem ao ataque tentando abrir cedo o marcador e assim foi: logo nos minutos iniciais Tarau fez um atraso e teve a infelicidade de a bola parar devido à água. Quando Chibito saiu de entre os postes para aliviar o perigo, já Jackson estava junto ao esférico e o guarda-redes acabou por fazer falta sobre o nº17. Num lance que poderia ter custado a expulsão do guardião da casa, Hugo Pires mostrou a cartolina amarela. Chamado a converter a grande penalidade, Bruno Francisco não desperdiçou e fez o 1-0 para a equipa visitante. O jogo manteve-se vivo e activo até que ao minuto 15 Digo surge na entrada da área Portomosense e, com um remate forte, violou as redes de Sérgio. Com a igualdade no marcador, ambas as equipas tentaram sair a jogar e o Portomosense poderia ter virado o resultado ao minuto 23' num canto marcado por Morgado: a bola sobra para Joel que remata mas Chibito defende no limite! Houve alguns protestos de que o guarda-redes havia defendido dentro mas o fiscal de linha estava no encalço da jogada e nada assinalou. Também a equipa da casa poderia ter marcado aos 38': jogada iniciada por João Bruno que terminou nos pés de Pedro Carreira mas devido á pressão da defesa adversária, acabou por perder o controlo sobre o esférico.

A segunda parte iniciou com a equipa anfitriã a atacar em força: logo no minuto 8 e após a sequência de um canto, Digo cabeceia com perigo ao lado da baliza de Sérgio.

A formação de Rui Bandeira não se deixou dominar e saiu ao ataque conseguindo fazer o 2-1 na sequência de um livre junto ao canto esquerdo: Morgado toca para Juliano que, em jeito, remata à baliza de Chibito e coloca o Portomosense na frente do marcador. Zé Ricardo mexeu na equipa e trocou Carlão por Rui Guerreiro que se revelou um jogador bastante activo e trouxe algumas dores de cabeça à defesa de Porto de Mós, principalmente no "um para um". Apesar das muitas jogadas de ataque, os restantes golos só surgiram aos minutos 25 e 29. O primeiro foi a favor da equipa da casa num lance de contra-ataque em que Pedro Carreira driblou Gigas e de frente para Sérgio fez o empate. Minutos depois, após a marcação de um canto, Elton surge sozinho na área e cabeceia forte não dando hipótese ao guardião Chibito. Aos 31', Rui Bandeira ia substituir Bruno Francisco por Pedrito, mas o nº25 saiu de campo vagarosamente e após uma paragem para concertar as meias, Hugo Pires não perdoou a demora propositada e mostrou o 2º amarelo ao jogador quando este já estava na iminência de sair do campo. Até ao final da partida a equipa da casa foi a que mais dominou: aos 39' Ricardo Costa rematou forte e, quando já todos gritavam golo, a defesa Portomosense conseguiu cortar para canto; aos 45' Xamina bombeia a bola para a área na tentativa de fazer um chapéu Sérgio, mas o esférico bateu na barra negando o empate à equipa da casa. Apesar do mau tempo e das condições do relvado, pode dizer-se que foi um jogo emotivo e bem disputado por ambas as equipas.

 

 

A formação da Caranguejeira nunca baixou os braços após sofrer os golos: foi uma equipa destemida e mostrou-se um adversário difícil de vencer no seu reduto.

A turma de Rui Bandeira conseguiu uma vitória suada e sofrida que lhes valeu mais três pontos para se manterem na liderança do campeonato.

 

Quanto à arbitragem houve 2 ou 3 lances em que as decisões do juiz poderiam ser discutíveis mas nada de maior a assinalar.

 

Na próxima jornada o Portomosense recebe o Vieirense e a Caranguejeira recebe o Alqueidão da Serra.

 

por Marisa Góis

[fotos de arquivo]


pesquisar
 
arquivos
2019:

 J F M A M J J A S O N D


2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


blogs SAPO