06
Set 09
publicado por ADP, às 18:56link do post | comentar

Terminou empatado, sem golos, o jogo frente ao Portomosense, que marcou a estreia da equipa da Associação Desportiva de Oeiras, no campeonato nacional da 3.ª divisão, de futebol.

 

 

 Num encontro em que as verdadeiras oportunidades flagrantes de golo pertenceram quase exclusivamente à turma da Linha, o guarda-redes portomosense foi, sem dúvida, a figura principal do jogo e um dos grandes responsável pelo nulo final, cotando-se com uma grande exibição.  

 

Quanto à formação que viajou de Porto de Mós, pese embora tivesse exercido a espaços, algum domínio territorial, sobretudo no período inicial, praticamente não criou perigo ao longo dos 90 minutos, concedendo uma tarde descansada ao guardião da baliza oeirense, Nuno Silva.
 
A primeira grande ocasião para o Oeiras aconteceu logo aos três minutos, com Luís Tavares a isolar-se mas a permitir a intervenção do guarda-redes, e aos 15 minutos foi a vez de Ricardinho obrigar o guardião contrário a mais uma defesa apertada. Aos 27 minutos reclamou-se grande penalidade sobre Jorge Cordeiro, mas o árbitro deu apenas a indicação de pontapé de canto.
 
Com o desenrolar do jogo, o Oeiras começava a controlar a partida e apertava o cerco à baliza da equipa de Porto de Mós. Aos 36 minutos, mais uma vez, Luís Tavares não marca por muito pouco, e a cinco minutos do intervalo, na sequência de um contra-ataque rápido, assiste-se a uma grande jogada de Ricardinho que origina igualmente uma grande defesa do guarda-redes portomosense.
 
Na segunda parte o jogo foi quase todo da equipa de Oeiras que ainda teve duas situações favoráveis de golo eminente, a primeira aos 67 minutos, por Ricardinho, e a segunda aos 85 minutos por Sócrates, mas, em tarde inspirada, e com duas extraordinárias defesas, só o guarda-redes adversário conseguiu impedir a vitória oeirense.
“É um resultado injusto. Merecíamos claramente ganhar, com tantas oportunidades, tanto na primeira como na segunda parte. O adversário também teve o mérito de saber defender e sobretudo o seu guarda-redes que esteve muito bem. Mas, na verdade, é um resultado que sabe a injustiça”, comentou no final, à reportagem do ‘Desporto na Linha’ Luís Roquete, treinador do Oeiras.
 
No próximo domingo o campeonato sofre a sua primeira paragem, para a realização da segunda eliminatória da Taça de Portugal, com o Oeiras a receber no seu estádio, ás 16 horas, o Turizense. Entretanto, e depois de ter estado em dúvida a permanência do brasileiro Luís Carlos em Oeiras, já está confirmada a sua integração no plantel oeirense e o jogador já se encontra a treinar.
Frente ao Portomosense Luís Roquete dispôs dos seguintes jogadores: Nuno Silva, Teixeira, Francisco, Lima, Sérgio, Nuno Alves, Leonel (Issá, 60’), Jorge Cordeiro (Sócrates, 65’), Geraldino (Paulinho, 65’), e Ricardinho. Suplentes não utilizados: André, Ernesto, Edson, e Morais.

in Linha Desportiva

classificação:


pesquisar
 
DADOS & DOWNLOADS
arquivos
2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


blogs SAPO