18
Abr 09
publicado por Gil Garcia, às 12:55link do post | comentar

No Sábado, 4/04/2009 realizou-se a 6ª jornada do 2º torneio dos sub12A da Associação Desportiva Portomosense (ADP) com deslocação ao Campo da Mata -Quinta do Sirol - Santa Eufémia, para defrontar a União Desportiva de Leiria (UDL).

Às dez  e cinco minutos chegámos, formadores e atletas da ADP são abordados por alguém da UDL e avançam em corrida para os balneários.

Afinal qual era a razão desta súbita correria?

No dia 13/02 saiu o calendário do 2º torneio dos sub-12, e poucos dias depois, a UDL entrou em contacto com a Associação de Futebol de Leiria (AFL), pedindo a alteração da hora do jogo das onze para as nove e trinta minutos, pois no mesmo campo e para aquele dia estavam marcados vários jogos de escalões diferentes.

A  AFL no dia 17/02 deu conhecimento da alteração à ADP, mas por alguma razão os formadores e atletas não eram conhecedores deste facto. Como pai de um atleta desta equipa e sócio da ADP, quero aqui AGRADECER às pessoas da UDL a disponibilidade demonstrada na realização do jogo para não ganharem por falta de comparência. O jogo teve menos dez minutos no total, é verdade, mas os atletas de ambas as equipas fizeram uma das coisas que mais gostam, praticar futebol.

"Quem nunca errou que atire a primeira pedra", às pessoas envolvidas neste erro da ADP, a todos lhe reconheço dedicação.

Voltemos ao campo e ao dia do jogo. Começo rapidamente a preparar a máquina para filmar  (tenho que justificar o dinheiro que gasto como "camara- man" do meu filho e da equipa :-) ) e, educadamente, uma Sra. vestida com um fato de treino da UDL diz-me: 

-  Não pode filmar, tinha que ter pedido previamenta à direcção da UDL.- Apontando em seguida na direcção de uma placa que diz isso mesmo!!!

Estranhei, pois como tenho um filho mais velho e, há onze anos que vou registando os jogos dele e do irmão mais novo, para que eles e os colegas fiquem com uma recordação, nunca tal situação me tinha acontecido. Mas na casa de cada um manda quem pode.

Várias vezes, no fim dos jogos, directores e familiares dos clubes adversários da ADP,  pedem-me se lhe cedo uma cópia para que os seus atletas fiquem com uma recordação e os clubes fiquem com imagens para historial. Outras vezes, sou eu que ofereço sem que ninguém me peça. Numa ou noutra situação, NUNCA levei um cêntimo a nenhum clube ou adepto, como são testemunhas os familiares da equipa de Juvenis-B da UDL que me pediram uma cópia em dvd do jogo realizado a 07/03/09,  em Porto de Mós, na divisão de honra da AFL.

 

Posto isto, faço a análise das equipas em confronto e da partida. 

 

ADP Já jogam há vários anos juntos,mas só este ano começaram a treinar duas vezes por semana, pois nas épocas anteriores só treinavam uma vez.. Tacticamente é uma equipa de cariz ofensivo, joga em progressão rápida, usa processos simples mas objectivos e faz o que mais difícil existe no futebol, jogar ao primeiro toque.

UDL Treina trêz vezes por semana e há vários anos, tacticamente é de cariz ofensivo, faz um jogo bastante apoiado e em toda a largura do campo, abrindo assim brechas nas defesas contrárias e é tecnicamente evoluída.

Ambos os formadores conheciam os adversários pelos blogs de cada colectividade. Nós expomos imagens e textos e eles expoem-se com fotografias e texto. 

 

Inicio do jogo - Com duas equipas ofensivas o jogo é agradavel de seguir  sem que as oportunidades de golo sejam evidentes. Na marcação de um pontapé de canto a nosso favor,  um atleta da UDL corta a bola para fora da grande área, mas para a zona frontal à baliza, onde aparece um jogador adversário que remata com força e bem direccionado, fazendo um grande, grande golo, dando assim vantagem à ADP. A UDL circula bem a bola entre os seus jogadores e em toda a largura do campo o que é bonito de se ver, mas o nosso sector defensivo está bem e numa transição rápida defesa-ataque, o nosso atleta mais avançado roda sobre o seu corpo, escapa-se ao seu marcador directo, com a bola controlada, apenas com o guarda-redes (GR) pela frente e a baliza à sua mercê, quando o central da UDL comete uma falta por trás dentro da grande área. É grande penalidade, o jogador chamado para a conversão marca como vem nos compêndios,  bola rasteira, com força e junto ao poste. De nada valeu ao GR da UDL adivinhar o lado da marcação. 

Estava feito o 0-2,  resultado com que se chegou ao intervalo.

 

E logo um adepto e/ou familiar de um atleta da UDL (espero que não seja colaborador ou director) grita a bons pulmões e em tom pouco simpático para o árbitro que era da casa e de nome Paulo:

- Ó Paulo, tu vê lá isso, pá! 

Resposta do tal Paulo encolhendo os ombros.

- Não tenho culpa, o que queres que eu faça?

 

Início da segunda parte - A UDL tem que ir à procura dos golos. Balanceia-se no ataque e corre mais riscos, consegue reduzir através da marcação de um livre à entrada da área e o placar passa a registar 1-2. Os da casa continuam com o futebol vistoso mas sem ser objectivo e com o avançar no terreno a sua retaguarda estava desprotegida. O seu GR  vem fora da grande área para aliviar a bola, mas perde-a para um atleta da ADP que a coloca num companheiro que a atira para a baliza deserta, mas falha, esteve a vista o terceiro golo. O jogo continuava e as jogadas de perigo para a ADP também. O central da UDL está sozinho com o seu GR na grande área, deixa a bola bater no peito mas para que esta não salte para os dois adversários que se encontravam perto, utiliza as duas mãos, de nada valeu aos nossos atletas "reclamarem" grande penalidade, o arbirtro diz-lhe que o atleta pós as mãos para se proteger ("Ó Paulo, tu vê lá isso, pá) !!!  Os jogadores da UDL continuam a fazer pela "vida". Perto da nossa área, um atleta deles adianta muito a bola, o nosso atleta tenta-lha tirar, mas vê que vai chegar tarde e recua de imediato para  evitar a falta. O jogador da UDL, sem qualquer  toque deixa-se cair e o árbirtro assinala falta!!! Na marcação do livre, um jogador da ADP corta a bola com o pé, mas esta ressalta num adversário e entra na nossa baliza, estava feito o empate, pouco tempo depois o árbitro dá a partida por terminada. 

 

Algumas notas:

1 - Os atletas e treinadores da UDL foram correctìssimos.

2 Não entendo o sr. " Ó Paulo, tu vê lá isso, pá" . O árbitro teve falhas, mas com srs. destes por perto quem não falha. Depois do jogo e no bar anexo ao recinto, este sr. questionava o Sr. Paulo em tom intimidatório sobre as incidências do jogo!!!

3 - Pela primeira vez vou individualizar dois atletas da ADP. Faço-o porque todos os outros já brilharam no resumo das imagens que aqui vou deixando, mas estes aparecem geralmente quando algo corre mal para a equipa, são os defesas. Estou a falar do Zé Pedro e do André Lourenço, grandes atletas e enormes companheiros.

4 Atletas, bom terceiro período escolar e estudem.                       

 

                                                                                                    Gil Garcia


Boa tarde amigo Gil

Em relação a este assunto, tenho que tecer algumas considerações:
1º Considero que todos os intervenientes neste processo erraram.
2ª Nunca um jogo qualquer pode sofrer qualquer alteração sem a concordancia da outra parte,
3º Foi solcitado pela U.Leiria à ADP, a alteração do horário para um jogo de sub 13, e nunca de sub 12
4º A ADP erra, quando não constata que não haveria nenhum jogo de sub 13 nesse dia com a U.Leiria
5º A U.Leiria não tem razão, pois não tem nenhuma confirmação da ADP a aceitar a antecipação do jogo.
6º A AFLeiria, não pode aceitar a alteração do horário sem a confirmação de ambas as partes.
7º Quando queremos alterar horários de jogos da equipa de sub 12 B, a AFLeiria coloca sempre muitos entraves, só que neste caso....................
Para terminar, de referir, que a ADP merece tanto respeito como outro clube qualquer, o que não aconteceu por parte de algumas pessoas ligadas à U:Leiria


Luis Costa a 18 de Abril de 2009 às 14:25

Bom dia amigo Luís , deixo algumas notas em relação ao teu comentário.
Sobre os Pontos nºs 2º, 5º e 6º - O clube que quer altera o horário ou a data de um jogo tem que justificar o porquê desse pedido. Se Associação de Futebol de Leiria AFL aceitar, não tem o outro clube que ser auscultado. Ou seja, a AFL só esta obrigada a comunicar o pedido aceite da alteração, ficando assim a outra parte vinculada e, se por alguma razão não poder, aí sim pronunciar-se-á.
Sobre o ponto nº 3 - É verdade que foi escrito sub-13 e não sub-12 , apesar do número que identifica o jogo estar correcto .
Sobre o erro das pessoas da ADP - Como raramente erram, e não digo nunca, porque nunca é muito tempo, e como errar é humano, digo - "no melhor pano cai a nódoa".
Sobre a relação cívica - Nós, somos vistos por algumas pessoas como provincianos, eles não sabem é que temos orgulho nisso. Não temos o Maringá mas temos grutas. Eles têm um castelo e nós também, cujas fundações são as mais antigas da Península Ibérica. Eles têm rio Lis e nós temos o rio Lena que é um dos seus afluentes. E Lena deriva do Latim "Lenas" que quer dizer orgias à beira rio. É para nós uma grande orgia sermos mesmo do sopé da serra dos Candeeiros, que a boa luz nos ilumine e saibamos manter a humildade necessária para pedir desculpa pelos nossos erros. Abraço
Gil Garcia a 19 de Abril de 2009 às 13:15

Boa noite, deixo aqui um excerto do comunicado oficial nº 1, para esclarecer quem quiser ser esclarecido, era mais facil consultar os regulamentos do que dar palpites. É humano errar, mas sr, é complicado estar a comentar uma coisa sem estar completamente informado acerca dela.

ponto 1 8 . – A L T E R AÇ Õ E S D E J O GOS
18.1 - Os jogos disputar-se-ão nos campos, pavilhões ou polidesportivos nas datas e horas
mencionados nos respectivos calendários.
18.2 - Os pedidos de alterações dos jogos oficiais, deverão dar entrada respeitando os seguintes
prazos:
a) Antecipações – Dez dias de antecedência relativamente à data pretendida para a
realização do jogo.
b) Adiamentos – Dez dias de antecedência em relação à data inicialmente marcada para a
realização do jogo.
c) Alterações de local e horário – Dez dias de antecedência em relação à data do jogo.
18.3 -Os jogos poderão ser alterados desde que se cumpram as seguintes formalidades:
1. - Haja acordo escrito por parte dos clubes;
2. - Por indisponibilidade comprovada das instalações desportivas;
3. - Por más condições atmosféricas (somente para os clubes que utilizem polidesportivos);
4. - Neste último caso o prazo de comunicação à A.F.L. é de pelo menos 72 horas.
18.4 - Fora do prazo regulamentar de 10 dias, poderão ainda os pedidos de alteração ser
considerados, desde que formulados no prazo máximo de 5 dias úteis antes da data dos jogos,
contra o pagamento de uma taxa de urgência de 25€00.
18.5 - Os pedidos deverão ser apresentados por escrito e o clube peticionário deverá indicar
sempre a data acordada e fazer prova do acordo do clube adversário.
18.6 - Nos jogos da variante de futsal, a alteração dos horários dos jogos não carece de
autorização do clube adversário, desde que se realize no mesmo dia marcado no calendário e o
clube visitado invoque as razões da alteração e seja comunicada à A.F. Leiria com pelo menos dez
dias de antecedência.
18.7 - A Direcção da A.F. Leiria poderá não autorizar a alteração, adiamento ou a antecipação
solicitada, se entender que a mesma prejudica o andamento normal da prova ou contraria o
disposto no R.P.O..
18.8 - Os pedidos de alteração do horário dos jogos de seniores – Futebol Onze / Futsal -, assim
como as antecipações para o dia anterior marcado no calendário, não necessitam do acordo do
Clube adversário, quando formulados pelo clube visitado, no prazo de dez dias e desde que
satisfaçam as seguintes indemnizações, a enviar ao clube adversário no mesmo prazo:
Campeonatos Distritais da Divisão de Honra 300€00
Campeonatos Distritais da 1ª. Divisão 250€00
Campeonatos Distritais da 2ª. Divisão 200€00
18.9 - Quando o pedido for formulado pelo clube visitante, somente será autorizado, desde que
haja acordo escrito do clube visitado.
18.10 - Os clubes que solicitem as alterações, devem dar cumprimento, perante a A.F.L. das
seguintes determinações:
a) - Fazer prova, no prazo determinado, do acordo escrito do adversário, sempre que
necessário;

b) - Fazer prova do pagamento ao clube adversário das indemnizações devidas ou da renúncia
das mesmas;
c) - Fazer prova que deu conhecimento ao clube adversário do pedido de alteração, dentro do
prazo determinado.
18.11 - Os jogos da Taça Distrito de Leiria só poderão ser alterados com o acordo de ambos os
Clubes e depois de sancionados pela Direcção da A.F. Leiria.

espero que tenha sido util.

A.R.
Anónimo a 20 de Abril de 2009 às 23:06

As minhas sinceras DESCULPAS por aquilo que aqui escrevi não estar 100% correcto. Tem que haver acordo das duas partes por escrito. A informação por mim recolhida foi em pessoas que tinham a ver com o processo. Fizeram bem em responder/esclarecer a minha má informação. Mais um vez, desculpem os Srs. (letra grande) e principalmente o Sr. Luís costa. Abraço
Gil Garcia a 21 de Abril de 2009 às 12:53

Bom dia e boa semana,
Por motivos de doença,gripe, o meu "craque" não contibuiu para a vitória da Acad.SCP MG contra os Unidos, por 7-1.Como diz e bem o Gil, quem nunca errou que atire a primeira pedra.O conta é que tudo se resolveu, confirmo que a mim e ao sr. João Rocha o Gil não pediu dinheiro nenhum para a cópia do Jogo no campo 2 da ADP no dia 17 de Janeiro entre a ADP e ACD.SCP MG, que a guardo religiosamente em casa.
Quanto ao Sr. Paulo, e ás pressões, pelos visto é hábito por aqueles lados.
Abraço
Pedro Oliveira a 20 de Abril de 2009 às 11:07

pesquisar
 
DADOS & DOWNLOADS
arquivos
2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


blogs SAPO